10 coisas que você nunca deve dizer a um jogador

O mundo dos videogames é um mundo fascinante, povoado por vastos reinos, mundos imaginários e competições acirradas. Para os entusiastas de videogames, é muito mais do que um hobby, é uma paixão que os move. No entanto, às vezes amigos e entes queridos não entendem bem essa paixão e cometem erros em seus comentários. Neste artigo, exploraremos as 10 coisas que você nunca deve dizer a um jogador.

1. “Em vez disso, vá ler um livro.”

O primeiro item da nossa lista é a sugestão de ler um livro em vez de jogar videogame. Os jogadores estão longe de se opor à leitura. Muitos videogames, especialmente jogos de RPG japoneses (JRPGs), estão cheios de textos e histórias complexas. Os jogadores estão igualmente ansiosos para ler, mas de uma forma diferente. Em vez de ler livros, preferem mergulhar em mundos virtuais e interagir com personagens e histórias de forma envolvente.

A leitura não é a única medida de inteligência e existem muitas formas de arte e expressão criativa, incluindo videojogos. Então, em vez de dizer a um jogador para ler um livro, por que não sentar com ele, compartilhar uma pizza e explorar mundos virtuais juntos? Você pode se surpreender com a profundidade das histórias que os videogames podem oferecer.

2. “É só um jogo, por que você está com tanta raiva?”

Nada pode enfurecer um jogador mais rápido do que esta frase. A raiva do jogador geralmente é o resultado de muitas horas de esforço para superar um desafio em um jogo. Imagine montar uma peça de mobília complicada, cometer um erro e ter que desmontar tudo para começar de novo. É a mesma frustração que os jogadores sentem quando falham em um nível difícil.

Além disso, quando você assiste a um jogo esportivo na TV, você não diz aos jogadores para se acalmarem. Os jogadores investem tempo e esforço para melhorar em sua área, assim como os atletas. Portanto, em vez de minimizar suas emoções, mostre-lhes compreensão e apoio.

3. “Você pode pausar o jogo?”

Quando alguém pede a um jogador para pausar um jogo, isso pode ser uma fonte de frustração. A maioria dos jogos online modernos não podem ser pausados, pois envolvem a participação de outros jogadores de todo o mundo. Pedir a um jogador para pausar o jogo pode colocá-lo em uma situação difícil, pois corre o risco de penalizar sua equipe ou perder uma oportunidade importante de jogo.

Claro, se um pai precisa de ajuda ou um filho tem um problema, isso sempre tem precedência sobre o jogo, mas é essencial entender que os jogos online nem sempre são flexíveis no que diz respeito aos intervalos.

4. “Desculpe, excluí seu save por engano.”

Hoje em dia é muito difícil excluir acidentalmente um jogo salvo, mas isso ainda pode acontecer e é uma verdadeira tragédia para um jogador. Os salvamentos representam horas de jogo, progresso e conquistas. Perdê-los acidentalmente pode ser um grande golpe.

É importante ter cuidado ao lidar com os dados de jogo de um jogador, seja ele um amigo ou familiar. Evite excluir qualquer coisa sem o seu consentimento, pois isso pode causar grande frustração.

5. “Todos os jogos são como Nintendos, certo?”

Um dos estereótipos mais antigos e irritantes é tratar todos os videogames como se fossem “Nintendos”. Essa generalização muitas vezes mostra uma falta de compreensão dos diferentes consoles e da indústria de videogames.

A Nintendo é uma empresa icônica, mas existem muitas outras marcas de consoles, como Xbox e PlayStation, cada uma oferecendo experiências de jogo únicas. Reconhecer essa diversidade mostra que você entende a amplitude da indústria de videogames.

6. “As guerras de consoles são um absurdo.”

Debates sobre consoles, como Xbox vs. PlayStation, são comuns na comunidade de jogos. Porém, é fundamental entender que cada console tem seus pontos fortes e fracos, e a escolha de um ou outro depende da preferência pessoal.

Em última análise, o que importa é que os jogadores desfrutem dos jogos que amam, independentemente do console em que joguem. As exclusividades de cada console oferecem experiências únicas e não há razão para menosprezar as preferências de outra pessoa.

7. “Coloque no modo fácil.”

Pedir a um jogador para mudar para o modo fácil é como pedir a um atleta que compita sem adversário. Os jogadores adoram desafios e desejam superar obstáculos por meio de suas próprias habilidades e perseverança.

Mudar para o modo fácil pode tirar toda a diversão do jogo, reduzindo a dificuldade para muito baixo. Os jogadores preferem aprender e melhorar para ter sucesso, em vez de trapacear, optando por um modo de jogo mais simples.

8. “Videogames não são arte.”

Esta afirmação é simplesmente falsa. Os videogames são uma forma de arte por si só. Eles combinam elementos visuais, sonoros e narrativos para criar experiências interativas ricas em emoção e criatividade.

A arte é subjetiva e existem muitas formas diferentes de arte. Os videogames são uma dessas formas e têm o poder de contar histórias profundas, explorar temas complexos e evocar emoções poderosas nos jogadores. É hora de reconhecer que os videogames são uma forma de arte válida.

9. “Você não deveria jogar jogos violentos.”

Esta observação implica frequentemente que os videojogos violentos têm um impacto negativo nos jogadores. No entanto, numerosos estudos mostraram que a relação entre jogos violentos e violência no mundo real é complexa e cheia de nuances. Os videogames não são necessariamente a causa do comportamento violento.

É importante reconhecer que os jogadores são capazes de distinguir entre ficção e realidade. Eles gostam de videogames por sua jogabilidade, história e competição, não por incitarem a violência. Em vez de julgar as escolhas de jogo de um jogador, inicie uma conversa sobre suas preferências e interesses.

10. “Você não tem telefone?”

Por fim, chegamos à famosa citação da Blizzard durante a apresentação de “Diablo Immortal”. Esta observação tornou-se icônica devido à reação negativa do público. Isso reflete o desprezo de alguns desenvolvedores de jogos para com seu público.

Os jogadores têm grandes expectativas em relação às suas franquias favoritas e as empresas precisam levá-las a sério. Os jogos para celular podem ser divertidos, mas não substituem a experiência de jogo completa que os jogadores desejam.

Concluindo, é fundamental respeitar a paixão dos jogadores pelos videogames. O jogo é uma forma de arte válida e os jogadores merecem ser compreendidos e apoiados no seu hobby. Em vez de fazer comentários estranhos, participe de conversas positivas sobre jogos e descubra o que os torna tão envolventes. Afinal, os jogadores são exploradores de mundos virtuais, contadores de histórias e competidores apaixonados, e merecem o nosso respeito.

Flex Arcade

Flex Arcade

Flex Arcade

Sobre

Na FLEX adoramos videogames, é essa paixão que abalou nossa infância (e talvez a sua!?) que nos impulsiona nesta aventura, de projetar e fabricar máquinas soberbas para reproduzir os melhores títulos da jovem história dos videogames. Produzimos uma gama “pronta para jogar”, mas também fazemos encomendas especiais para terminais de arcade únicos e com personalidade usando, por exemplo, a base de um barril de vinho de 300L ou uma caixa de munição do exército francês! Estamos à sua disposição para seus projetos, compartilhe seus sonhos mais loucos, adoramos torná-los realidade.

Os artigos mais recentes

Nos siga no Facebook

Monte seu terminal você mesmo (tutorial)

Anúncio

0
Seu carrinho está vazio!

Parece que você ainda não adicionou nenhum item ao seu carrinho.

Procurar produtos
Alimentado de Caddie
pt_PT